Paróquia Santo Antonio
 

DESTAQUE

 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

ACERVO

 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
1- VOCÊ SABIA? ***(REFLEXÃO BÍBLICA)

 
Imagem
Comecemos com a introdução ao Evangelho de Mateus.
Em grego, "evanggelion" significa "boa notícia", "boa nova". Para os cristãos, significa que Jesus e sua pregação são a Boa Notícia.
A Boa Notícia de Mateus anuncia que o Filho de Deus, o Verbo Encarnado, é verdadeiro homem. Jesus, o Nazareno, é o Cristo, ou seja, o Messias anunciado pelos profetas. Em Jesus se cumpre a profecia de Isaías: "Então se abrirão os olhos do cego. E se desimpedirão os ouvidos dos surdos; então o coxo saltará como um cervo, e a língua do mudo dará gritos alegres" (Is 35,5-6). A Boa Notícia, então, é que em Jesus se realiza e se concretiza o tempo da salvação.
Partindo da compreensão da pessoa de Jesus, cada autor redigiu seu Evangelho. Assim, Mateus destaca Jesus como o Emanuel, o Deus conosco. Em sua encarnação, traça-nos o caminho da justiça. Jesus chama a segui-lo, para que, entrando em sua escola e aprendendo a lição, a justiça, construa-se um mundo novo. Desde o início do Evangelho já é expresso o caminho-programa de Jesus: "Cumpramos a justiça completa" (Mt 3,15).
Sobre o Evangelho de Mateus, muitos biblistas sugerem que foi escrito, provavelmente, entre os anos 85 e 90, já que, pelos textos que aí encontramos, o autor denota
conhecimento da destruição do templo no ano 70 e também menciona o fato da separação dos cristãos da sinagoga. Crê-se que foi escrito em Antioquia, capital da Síria.
A autoria do Evangelho é atribuída ao publicano Mateus, chamado ao seguimento de Jesus: "Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: 'Segue-me'. O homem levantou-se e o seguiu" (Mt 9,9).
Há outras hipóteses que dizem que quem escreveu esse Evangelho foi um cristão da segunda geração proveniente do judaísmo da diáspora. A obra foi composta em grego. Utilizou o material do Evangelho de Marcos e a fonte "Q", da qual se desconhece a data e é assim chamada por estudiosos. Uma abreviação da palavra alemã "Quelle", que significa "fonte". Acredita-se que, tanto Lucas quanto Mateus, fizeram uso desse material e de outras fontes próprias.
Mateus, em seu escrito, dirige-se a uma comunidade que está formando uma nova identidade como segunda geração de cristãos vivendo na periferia, fora das muralhas da cidade, onde habitam os pobres, marginalizados, os leprosos, todos os que eram desconsiderados em uma sociedade na qual só eram admitidos os ricos, os puros, os que não se mesclavam com esses que estavam fora. Uma comunidade onde as tensões, a intolerância e as perseguições aos cristãos tomavam-se cada vez mais fortes. Aí aparece o autor Mateus, animando principalmente a essa comunidade.
O Evangelho de Mateus chegou a ser o mais conhecido e citado pela antiga tradição da Igreja por seu caráter dogmático e espiritual. Ele cita com freqüência textos do Antigo Testamento, de acontecimentos que se cumprem na vida de Jesus. E têm cuidado de fazer clara a genealogia de Jesus e a enlaça com Abraão e Davi.
Seu estilo literário é sóbrio e didático, com uma grande claridade na maneira como foi composto e relatado o desenvolvimento dos acontecimentos que nele são detalhados. Esse estilo faz com que utilização nas assembléias seja fácil de proclamar.
Esse Evangelho tem caráter doutrinal. Enfoca uma comunidade que começa a organizar-se e, por essa razão, necessita conhecer e colocar em prática a nova lei que trouxe o Senhor: o amor. Apresenta um Jesus "majestoso" em quem se realizam as promessas presentes nas Escrituras.
.Os discípulos são apresentados com prestígio e autoridade no mesmo nível dos letrados e doutores da lei. Inclusive, é o único Evangelho que descreve uma passagem conferindo autoridade e poder a Pedro. É um Evangelho onde se reconhece que o Reino de Deus é um longo caminho a ser percorrido e não é iminente. Sua atuação e concretização devem ser diárias. Mateus é o único evangelista que menciona a palavra "Igreja", na qual Jesus aparece como Mestre. O autor do Evangelho se dirige a essa comunidade da periferia da Síria, aos camponeses, com uma linguagem conhecida e compreensiva para eles.
O evangelista Mateus abre sua narrativa falando dos personagens que fizeram parte da genealogia e infância de Jesus e anota um grande sentido de diversidade e universalidade. No livro menciona sobre a família de Jesus, os justos, as quatro mulheres com a reputação duvidosa e também os magos vindos do Oriente que se prostram diante dele como se prostra alguém. diante de um rei. Depois, leva-nos ao início do ministério de Jesus. na Galileia, terminando em Jerusalém. Por último, narra-nos a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus.

O evangelho que contém 28 capítulos, está assim organizado:
• primeira parte (Mt 3-7);
• Segunda parte (Mt 8-10);
• Terceira parte (Mt 11-3);
• Quarta parte (Mt 14-18);
• Quinta parte (Mt 19-25);
• Conclusão (Mt 26, 6-28).
Em conclusão: o Evangelho de Mateus tem um caráter cristológico e eclesial, onde vemos um Pedro que representa o discipulado sobre o qual Jesus edifica a sua Igreja. Faz referência a um Deus conosco, um Deus que caminha no principio, no meio e até fim dos tempos com sua comunidade de fé e a faz vibrante, forte, vitoriosa sobre o desânimo. Com a fé em Jesus ressuscitado, segue firme e confiante.
Jesus foi crucificado por estruturas injustas, porém, ressuscitou vitorioso. Essa é a fonte de fé e esperança a animar os seguidores e seguidoras que são perseguidos pelas mesmas estruturas injustas.
A uma comunidade que custava abrir-se a outras culturas, Mateus deixa as portas abertas a uma missão universal, onde todas as pessoas têm lugar. Sabendo disso, deseja que quem entrar em contato com o texto, você, portanto, faça parte dessa família, às vezes disfuncional e imperfeita, porém, em que todos e todas caminhamos juntos com nossas semelhanças e diferenças.

Siga em frente, confiante.

Pe. Antônio Caltos Ferreira, cmf,
possui mestrado em Bíblia,Teologia
Espiritual e Antropologia Teológica


***Revista Ave-Maria



***Revista Ave-Maria
Voltar
 
Página Principal

DESTAQUE

 

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

NOTÍCIAS

 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE