Paróquia Santo Antonio
 

DESTAQUE

 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

ACERVO

 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
12º DIA TREZENA SANTO ANTONIO

 
Imagem

Véspera do dia de Santo Antônio, nosso coração esta transbordando de alegria em aprender tantas coisas bonitas da vida de nosso padroeiro durante toda esta trezena e hoje meditamos o tema: ”A enfermidade e morte de Santo Antônio”.

Recebemos as pastorais e comunidade: São Francisco Xavier, Equipe de Canto e Equipe Santa Marta.
Acolhemos nossos convidados do dia de hoje: Médicos, Dentistas, Clínicas, Enfermeiros e Profissionais da Saúde.


Padre Wellington na homilia desta Santa Missa nos diz:

Este ano nossa trezena medita toda a vida de nosso padroeiro e percebemos como ele foi construindo sua santidade em cada etapa e acontecimento de sua vida.
Hoje refletiremos a enfermidade e a morte de Santo Antônio.
Muitas vezes pensamos que quem reza, quem só faz o bem, quem ama Deus não sofre, não fica doente e não morre.
Como padre já ouvi muitas vezes porque Deus permite o mal para quem só faz o bem; mas não podemos nos esquecer que somos humanos, somos barro e por isso a limitação faz parte de nossa vida.
Em 1231 após as pregações de quaresma em Pádua, Antônio se retira para Camposampiero para rezar e meditar, mas ele já se encontra muito doente com hidropisia e mesmo assim o povo o procura e debilitado não deixa de dar a sua bênção a todos. Antônio escreve uma carta pedindo transferência de Pádua para Camposampiero, mas esta carta some por um tempo e chega ao provincial sem explicação. Mas nãodeu tempo da permissão, Antônio está cada vez pior e num dia no momento da refeição desmaia e ao voltar pede para leva-lo a Pádua porque não queria dar mais trabalho aos fieis.
Transportaram Antônio num carro de boi de Camposampiero à Pádua depois de 4 horas de viagem chegam a Arcella perto de Pádua e encontram com frei Ignoto que estava indo visitá-lo e aconselhou a ficar no convento das damas da Pobreza devido a sua piora.
Antônio entra em agonia faz sua confissão recebe a unção dos enfermos e com voz fraca canta o hino a Nossa Senhora.
Ao terminar o hino ergue os olhos ao alto e mantém fixo e perguntam o que ele vê, ele afirma está vendo seu Deus. E assim morre Antônio.
Diante da morte os frades procuram ao máximo resguardar a noticia para não haver aglomerações .Mas sem explicação as crianças gritam pela rua: “O Santo morreu”.
Há uma confusão de onde sepultou o Santo, o povo de Ancella querem que o sepultam no convento das damas, mas os paduanos também o querem .Houve conflitos, mas no final o corpo foi transladado à Pádua como queria Santo Antônio.
Em 30 de maio de 1232 o Papa Gregório IX canoniza Santo Antônio, em menos de um ano após a sua morte, e diz ter sonhado que iria dedicar uma Igreja e os cardeais perguntam qual relíquia colocariam e o Papa abre um túmulo e reconhece que é de Antônio.
Em 1263 São Boaventura, superior da ordem faz a exumação do corpo de Santo Antônio e descobre que a língua está intacta, pois santificou-a na pregação do Evangelho.
Santo Antônio nos ensina a enfrentar a enfermidade e a morte com a santidade através de três atitudes.

1-PACIÊNCIA.
Diante da enfermidade, dores, fraquezas, Santo Antônio mantém-se sereno, não reclama, não se revolta, não questiona Deus do porque sofrer.
Se preocupa em não ser um peso para os irmãos da comunidade.
Santo Antônio é paciente na enfermidade!

-Sou paciente quando sofro?

2-ORAÇÃO.
Quando Santo Antônio está em agonia ele pede os sacramentos; se confessa e recebe a unção dos enfermos e canta seu hino favorito à Nossa Senhora: Ó Gloriosa Senhora.
Antônio não se sente só; não se desespera, mas encontra na oração todo consolo.

-Busco rezar em momentos difíceis?

3-ESPERANÇA.
Santo Antônio após cantar o hino à Nossa Senhora levanta os olhos para o alto e fica a contemplar e os frades que estão junto a ele perguntam o que ele está vendo e ele diz: Vejo Deus e neste instante Santo Antônio morre.
Este gesto nos ensina que precisamos olhar para o alto quando tudo parece acabar e veremos que tudo passa e que em Deus nada nos falta.

-Tenho esperança?

Nosso padroeiro nos ensina a santidade diante da enfermidade e da morte com três gestos: paciência, oração e esperança.
Que imitando Santo Antônio sejamos santos agora e na hora da nossa morte.


CLIQUE AQUI PARA VIDEO da Missa


FONTE: Pascom Paroquial
Voltar
 
Página Principal

DESTAQUE

 

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

NOTÍCIAS

 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE