Paróquia Santo Antonio
 

DESTAQUE

 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

ACERVO

 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Catequese Mistagógica

 
Imagem
CATEQUESE MISTAGÓGICA

1- SIGNIFICADO DE MISTAGOGIA:
É preciso internalizar bem o significado do termo “mistagogia” para tentar efetivá-lo bem.

O vocábulo é formado por duas palavras gregas:

a) MISTA – termo que vem de mistério, isto é, o segredo, o presente de Deus, e que se resumiu em “mista”.

b) AGOG- guia, condutor, orientador.

Portanto, Mistagogia, significa processo de conduzir, guiar para dentro do mistério, dos segredos de Deus, em clima de fé portanto, de quem já passou pelo processo básico de iniciação.
Nos séculos III ao V, muitos bispos reservavam para si a tarefa de trabalhar a mistagogia com os neo-cristãos. É um tempo que se reveste de uma experiência muito especial, pois ela acontecia no tempo privilegiado do período pascal, com o objetivo de possibilitar um mergulho mais intenso nos “segredos” (mistérios) da fé cristã.
Alguns dos resumos das catequeses mistagógicas, foram conservadas na literatura cristã, entre os quais se destacam os de São Cirilo de Jerusalém.

2- CONTEÚDOS E ALCANCE DA MISTAGOGIA:
Mais do que síntese existencial de todo o processo catecumenal percorrido até este momento, é um tempo, um saborear do Período Pascal, para uma compreensão mais profunda, sobretudo, do Mistério da Páscoa, dos Sacramentos da Iniciação e dos compromissos de ser discípulo missionário, tanto com Jesus Cristo, como com a Igreja e a missão.
Não há uma duração determinada para este tempo. Em algumas tradições limitava-se a quinze dias e em outras ia-se até a Festa de Pentecostes ou a Festa da Santíssima Trindade.

3- AMPLIAÇÃO DOS CONTEÚDOS:
Não há uma celebração ou Etapa, expressando uma transição para outro tempo, porque, segundo a organização catecumenal, o fiel já passava, na noite pascal, a ser considerado suficientemente iniciado, cabendo-lhe continuar o processo formativo como membro pleno da Comunidade Cristã, responsável por si, pela Igreja e pela Missão.
Aconselha-se, então, que se adapte este tempo da Mistagogia para uma formação referente à vocação, a ministérios na Igreja, ao projeto de vida à luz da fé, para compromissos concretos com pastorais e com a missão e para orientações quanto à formação continuada.
A formação Iniciática de Catequistas, sem dúvida, possibilita grandes vantagens, em
comparação dos cursos, geralmente carregados do estilo escolar.
Mas o bom senso, sempre nos leva a não sermos fundamentalistas e adaptar, inculturar este importante e rico itinerário, desde que o fundamental seja preservado, isto é, a busca de oferta de um processo de “encontro pessoal e intransferível com Jesus Cristo” e, obviamente, de conversão e compromisso existencial com ele, sua Igreja e a missão.

4- CATEQUESE MISTAGÓGICA:
É um processo de Iniciação à vida cristã que começa pelo querigma (anúncio), capaz de formar pessoas cristãs convictas do amor de Deus; encantadas por Jesus Cristo e seu projeto de amor , através de uma mística evangélico-missionária, orante, celebrativa, vivencial, transformadora e comunitária.
•É um processo experiencial/ caminho formativo; verdadeiro itinerário de formação cristã/ que
conduz para dentro do mistério de Deus e sustenta um encontro amoroso, que produz
crescimento na fé e amor aos irmãos e irmãs, especialmente os que mais necessitam. (mediação
das pessoas, da natureza e dos acontecimentos)

QUESTIONAMENTOS:
•Em nossa ação pastoral, estamos sentindo presente esta realidade?
•Se não estamos sentindo,onde precisamos clicar para reiniciar?
•Que novo olhar devo ter sobre a Missão de anunciar e viver Jesus Cristo?
•Como eu estou realizando esta experiência em minha vida?
•Que mudanças a Iniciação Cristã, provoca em minha prática catequética, em minha vida e na comunidade?

ETAPAS DA CATEQUESE:
•1ª etapa : querigma - anúncio e Missão...
•2ª etapa : iniciação à Vida Cristã... estamos sempre em processo de iniciação...
•3ª etapa: educação da fé - aceitação das verdades que nos foram e são continuamente reveladas.
•4ª etapa: é um saborear do Período Pascal, para uma compreensão mais profunda do Mistério da Páscoa, dos Sacramentos da Iniciação e dos compromissos de ser discípulo missionário.

5- JESUS DE NAZARÉ:
* Como mistagogo nos revela o PAI e como Pedagogo – é modelo perfeito de catequista.

6- PROCESSO DE FORMAÇÃO UTILIZADO POR JESUS PARA FORMAR SEU DISCÍPULOS:
•Jesus utilizou o processo participativo, interativo e progressivo – Projeto cheio de Deus.

QUESTIONAMENTOS:
•A catequese que realizamos em nossas comunidades através de encontros , celebrações, festas, acontecimentos... são experiências evangelizadoras, vivenciais, orantes, celebrativas e mistagógicas?
•O que está bem em nosso processo catequético e comunitário e que nos ajuda a “ficar” com o Senhor?

7- PEDAGOGIA VIVENCIAL:
•Itinerário : criar e alimentar no coração do catequizando, do catequista e da comunidade, o amor aos irmãos e todo o ser criado; através de crescente experiência de fé, cuidado para com os pobres e garra para construir um mundo melhor.
•Envolve três domínios: Cognitivo, afetivo e comportamental...

8- CATEQUIZANDO:
•Antes da Catequese – Quem sou?
•Depois da Catequese – a experiência leva a pessoa reconhecer e dizer: Sou filho/a amado/a de Deus, discípulo/a missionário/a de Jesus Cristo, faço parte do Plano de Deus amor.

9- MISTAGOGIA E NOVO TESTAMENTO:
Lembramos que Mistagogia é um termo grego, que significa “conduzir para dentro do Mistério de Deus”.
O Novo Testamento define “mistério como o desígnio divino oculto em Deus, desde todos os séculos (Ef 3,9), agora revelado em Jesus Cristo (Col 1, 26-27). Portanto, ser conduzido ao mistério é encontrar-se com a pessoa de Jesus Cristo, acolhendo o desígnio do Pai (salvação), na força do Espírito Santo. A experiência cristã, portanto, não é um sentimentalismo vazio, nem um mero aprendizado teórico, mas a experiência viva que leva o fiel a aderir ao Reino de Deus, o projeto do Pai, em comunidade, assumindo a dinâmica renovadora da Páscoa: o mistério da vida, morte e ressurreição( Rm 6, 8-1; Fil 3, 10-11, na sua totalidade.
Portanto: ao tratarmos de mistagogia e catequese, não estamos falando de um tempo determinado, pois todo o processo catequético, tem a finalidade de levar Deus ao coração e à vida dos interlocutores, percorrendo três caminhos: a Palavra-orante, a liturgia- celebrada e a ação-transformadora.

10) MISTAGOGO É O(A) CATEQUISTA:
Que realiza a experiência do essencial; que é fiel à Palavra de Deus e
sabe transmitir a mensagem do ressuscitado, com palavras simples, , transformando o ouvinte em discípulo/a missionário/a da comunidade, e não somente para a recepção dos sacramentos.
•É pessoa : constante na procura... que encontra o Mestre e permanece com Ele, a exemplo dos discípulos, cf: Jo 1, 35ss:
Eles foram e viram onde Jesus morava, e começaram a viver com ele, naquele mesmo dia...

_______________
_______________
_______________
Voltar
 
Página Principal

DESTAQUE

 

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

NOTÍCIAS

 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE