Paróquia Santo Antonio
 

DESTAQUE

 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

ACERVO

 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Ordenação Diaconal de Leandro Lucena Torres

 
Imagem

Celebramos nesta noite de Quinta-feira dia 23/10/2014, a Santa Missa de Ordenação Diaconal de Leandro Lucena Torres, também comemoramos os quatro anos de Bispo de Dom Pedro Carlos Cipollini, noite festiva que marca a vida de nossa Paróquia para sempre.

Contamos com a presença dos Padres da nossa diocese e de outras dioceses, também recebemos amigos e parentes do Diácono Leandro.
Após a Celebração da Santa Missa aconteceu um momento de confraternização onde todos puderam cumprimentar o Diácono e passar momentos de muita alegria.


Em sua homilia Dom Pedro Carlos nos diz:

Prezados irmãos presbíteros, membros do nosso Presbitério, demais sacerdotes presentes, diáconos, seminaristas e todos vocês que vieram de várias partes de nossa Diocese e de outras comunidades também, irmãos e irmãs no santo Batismo que nos faz membros da Igreja. Saúdo e acolho a todos em especial os pais do Leandro Sr. Torres e Sra. Rose e demais familiares. .
Que alegria podermos nos encontrar hoje para bendizer a Deus e cantar nossa Ação de Graças pelo seu amor e sua bondade! Principalmente pelo seu cuidado paternal com nossa Igreja de Amparo. A messe é grande mas os trabalhadores são poucos, pedi ao senhor da messe que envie operários para a sua colheita (Mt 9,38). Nós pedimos e Deus enviou o Leandro e também o Pe. Edson Luis Andretta, que hoje será incardinado em nossa Diocese. Dois presentes de Deus para nós! Deo gratias!.
Em nome de Jesus, estamos aqui celebrando a Eucaristia como Jesus nos ordenou; fazei isto em memória de mim. Neste momento também conferimos o sacramento da Ordem no seu primeiro grau, o diaconato, ao seminarista Leandro Lucena Torres. Com muita alegria o recebemos Leandro, como um presente de Deus à nossa Igreja. Seja muito bem-vindo! Hoje nós o acolhemos e abraçamos como filho e irmão em nosso Clero.
Você hoje se apresenta para livremente colocar-se à disposição da Igreja no serviço ao Reino de Deus. Nós bendizemos a Deus por isso. Mas o alertamos que deves no íntimo de teu coração, ter reta intenção e estar cheio do Espírito Santo e direcionar-te para o serviço da caridade na Igreja. O diácono deve ajudar o Bispo e seu Presbitério no serviço da Palavra, do Altar e da Caridade. Desta maneira você deve proceder como um verdadeiro discípulo, que imita o Mestre, o qual não veio para ser servido, mas para servir (Mt 20,28). Amparado por Deus, assim como Jesus, faça também o itinerário de servir ao Reino de Deus e à Igreja!
O serviço é característica central do ministério ordenado, em especial do diácono que imprime este espírito de serviço, nos demais graus do sacramento da Ordem. Para o serviço livre e desinteressado é que deve orientar-se tua vida a partir de hoje. O Evangelho aqui proclamado apresenta Jesus missionário, cheio de compaixão pelo povo (Mt 9, 35-38). Toda a Igreja aqui reunida espera que hoje nasça um missionário, e não um funcionário da Igreja. O funcionário diz: eu vim para ser servido, e quando muito dá o suor. O missionário diz eu vim para servir e não para ser servido e, com a graça de Deus dá o sangue, da vida. O missionário esquecendo-se de si mesmo e de sua vida, se empenha para que todos tenham vida e a tenham em abundância, como fez Jesus. O missionário não busca os seus próprios interesses, mas os interesses de Jesus. E isto é bom lembrar, em uma época na qual gastamos a maior parte de nosso tempo preocupados com nossas coisas, a defesa de nossos interesses e direitos, gastamos muito tempo conosco mesmo!
A Igreja pede ao que será ordenado diácono em vista do ministério presbiteral, o voto do celibato. Exercerás o teu ministério no estado de celibato. Ele é sinal de amor e dedicação total a Cristo e aos irmãos. Com um coração sem partilha poderás dedicar-te totalmente e livremente a Deus e à humanidade. Por isso pensa bem no que Jesus exige, e nas promessas que ele faz a quem tem a coragem de entrar por este caminho.
Para ingressar no serviço de Jesus é necessário desprendimento, renunciar-se a si mesmo, tomar a cruz e seguir o Mestre (Lc 14,33). É a renúncia ao status, à fama e à glória passageira deste mundo com suas pompas e prazeres. Quem ama pai e mãe mais do que a mim não é digno de mim, disse Jesus ( Mt 10,37). É o desprendimento dos parentes. Ele disse também: Vai, vende tudo o que tens, dê aos pobres, depois vem e segue-me (Mt 13,44). É o desprendimento dos bens materiais. Quem deixar casas ou irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou terras, por causa do meu nome, receberá o centuplo e a vida eterna(Mt 19, 29) . É a renúncia a ter a própria família. Quem quiser ser o maior seja como aquele que serve (MT 23,11). É a renúncia a toda forma de poder que não brota do serviço. Como Jesus é exigente! E, no entanto ele promete muito a quem o segue assim: promete o cêntuplo aqui na terra e a vida eterna na qual ele mesmo será o prêmio eterno.
Quem escolhe este caminho deve ter muita consciência, coragem, determinação e lealdade para não se acovardar. Enraizado na fé, não pode se deixar abalar na confiança no Evangelho e nas promessas de Cristo. Desta forma você poderá no último dia encontrar o Senhor a quem você escolheu como herança e ouvir dele as palavras benditas: “Servo bom e fiel entra na glória do teu Senhor”( Mt 25,21).
Na carta aos hebreus está escrito: “Eis que venho para fazer, ó Deus, a tua vontade”( Hb 10,7). Segundo o autor da Carta estas palavras proféticas foram pronunciadas por Cristo no instante de seu ingresso no mundo. Elas exprimem seu mistério e sua missão! (S. João Paulo II in Carta aos Sacerdotes na Quinta-feira Santa- ano 2000 n.8). Que de hoje em diante você se preocupe em buscar o cumprimento da vontade de Deus em sua vida. Este é o segredo da felicidade mais profunda. Aprenda a ler e perceber a vontade de Deus na sua Palavra, na Tradição da Igreja, no Magistério,nas circunstâncias da vida, através das quais misteriosamente Deus dirigirá teu destino. Se você não tiver humildade e não se deixar dirigir por Deus Ele te abandonará à tua própria sorte e seu ministério fracassará.
Desdenhe a tua vontade para fazer a vontade de Deus porque: “Quem faz a vontade de Deus, porque o ama, faz virtualmente todas as coisas. Quem faz a vontade de Deus, ainda que ore, prega; ainda que ande em negócios, ora; ainda que esteja entrevado, anda em negócios; confessando estuda, estudando faz missões, andando em missões serve na cozinha, servindo na cozinha converte almas. E não pode deixar de ser assim, porque a vontade de Deus, com a qual está unido, é tudo, e tudo, fora da vontade de Deus, é nada” (Padre Manoel Bernardes in Luz e Calor).
Lembro as palavras s do papa Francisco ao episcopado brasileiro sobre o cuidado com a formação dos futuros presbíteros: “Precisamos pessoas capazes de descer na noite sem ser invadidas pela escuridão e perder-se; capazes de ouvir a ilusão de muitos, sem se deixar seduzir, capazes de acolher as desilusões, sem se desesperar nem precipitar na amargura, capazes de tocar a desintegração alheia, sem deixar dissolver e decompor na sua própria identidade”.
Que você seja assim, meu filho, com a graça de Deus. Amém!


Fonte: Pascom Paróquia Santo Antônio
Fotos:
Voltar
 
Página Principal

DESTAQUE

 

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

NOTÍCIAS

 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE