Paróquia Santo Antonio
 

DESTAQUE

 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

ACERVO

 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
MISSA SOLENE E PROCISSÃO DE SANTA RITA COM A RELÍQUIA DE STª. RITA

 
Imagem

Missa solene e procissão de Santa Rita de Cássia, celebrada pelo Pároco Pe. Wellington G. de Souza.

Pe. Wellington apresentou a Relíquia de Santa Rita que ele trouxe de Santuário de Fátima em Cáscia na Italia


“Ó meu Jesus aumentai minha paciência quando aumentarem na minha vida os sofrimentos”. (Stª. Rita de Cássia)

Meus amados irmãos e irmãs, que alegria para nós estarmos nesta noite aqui nesta comunidade celebrando a nossa fé e celebrando a santidade de Deus que encontrou espaço na vida de Santa Rita, Deus deseja manifestar a santidade Dele na nossa vida! Mas depende que cada um de nós dê espaço para que a Sua santidade possa fazer-se visível em nós.
Para iniciar esta reflexão quero fazer uma pergunta para vocês: Quem daqui não tem nenhum sofrimento? Levante a mão.
Quem não tem sofrimento? Quem não tem dor? Todos nós temos algum tipo de sofrimento! Todos nós temos dificuldades! Nos entristecemos!
O sofrimento faz parte de nossa vida, mas diante do sofrimento nós temos dois caminhos a seguir:
- Ou deixamos o sofrimento nos derrotar, ou o derrotamos.
Ao conhecermos a vida de Santa Rita, vemos que é igual à nossa própria vida: ela foi filha, foi esposa, foi mãe, foi viúva, ficou sozinha e abandonada e também foi freira, foi religiosa como qualquer um de nós; levou uma vida como qualquer pessoa leva, e em qualquer estágio da vida que ela estava o sofrimento estava presente. Ela poderia fazer como qualquer um de nós fazemos diante do sofrimento: chorar, se lamentar, ficar murmurando pelos cantos, reclamar, procurar outra igreja outra religião para resolver o problema, mas ela preferiu outro caminho, o caminho da Cruz de Cristo da paixão de Cristo. Ela preferiu derrotar o sofrimento invés de deixar que o sofrimento a derrotasse.
Uma das poucas frases que Santa Rita tem que a história guardou é essa oração que ela fez a Jesus: “Ó meu Jesus aumentai minha paciência quando aumentarem na minha vida os sofrimentos”.
Por isso em cada sofrimento, em cada dor que ela encontrou em sua vida ela encontrou forças na “Paixão de Cristo”. Santa Rita pautou sua vida na Paixão de Cristo então sua vida foi de sofrimentos desde sempre, mas ela buscou seu conforto nas dores de Cristo Jesus.
Por isso se hoje nós invocamos Santa Rita como a Santa dos impossíveis, quer maior impossível na nossa vida do que o sofrimento? Quer maior milagre, maior graça do que diante do sofrimento a gente não cair, mas se levantar como ela? E ela sofreu como cada um de nós sofremos! Só que ela encontrou a sua força na Paixão de Cristo.
Santa Rita mesmo depois de uma vida de sofrimentos ainda pede a Jesus que queria um pedaçinho da dor de Cristo e ela recebe um estigma na testa que a levou a mais um grande sofrimento.
O que Deus quer para nós é que sejamos como um café passado na hora, aquele fruto que entra na água fervente (do sofrimento), mas que seu aroma, seu sabor transforma, dá animo, dá coragem, revigora nossa vida.


“Ó meu Jesus aumentai minha paciência quando aumentarem na minha vida os sofrimentos”. (Stª. Rita de Cássia)


Fonte: Pascom Paróquia Santo Antônio
Fotos:
Voltar
 
Página Principal

DESTAQUE

 

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

NOTÍCIAS

 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE