Paróquia Santo Antonio
 

DESTAQUE

 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

ACERVO

 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
3º DIA DO TRÍDUO DA ORDENAÇÃO DIACONAL DO RODOLFO

 
Imagem

Neste 3º Dia do Tríduo preparatório para a Ordenação Diaconal do Seminarista Rodolfo temos como celebrante Padre Wellington.

E ele nos diz:
Querido seminarista Rodolfo, seminarista Marcos, amados irmãos e irmãs celebramos hoje na Igreja uma grande festa, a festa de São Pedro e São Paulo, dois grandes homens na fé, dois Apóstolos de Jesus e ao celebrarmos o dia em que eles foram mortos por causa fé, celebramos a fé que eles tem em Jesus.
Com isso olhamos para nossa vida e vemos que o mesmo caminho que foi trilhado pelo Apóstolo Pedro e pelo Apóstolo Paulo deve ser trilhado por cada um de nós e de modo especial pelo Seminarista Rodolfo que amanhã se prostrará ao chão na Igreja Catedral, para entregar toda sua vida a este mesmo Jesus a quem Pedro e Paulo se entregaram.
Quero realçar hoje três aspectos deste caminho da fé seguido por Pedro e Paulo e que todos nós cristãos somos chamados a seguir:

O primeiro aspecto é a VOCAÇÃO, nós sabemos que Pedro era pescador e estava lá com seus irmãos, com sua família pescando quando Jesus passa pela praia e chama Pedro dizendo: Segue-me e te farei pescador de homens. Pedro abandonou tudo e seguiu Jesus. Nós sabemos que Paulo era um fariseu um judeu perfeito conhecedor da Lei, mas no caminho de Damasco Saulo que estava indo perseguir os cristãos, cai do cavalo e ali ele escuta Jesus o chamando: Saulo, Saulo porque me persegues? Então assim como Pedro e Paulo um dia foram chamados por Jesus, também um dia Jesus chamou o Rodolfo.
Nós não sabemos como foi esse chamado, mas o Rodolfo sabe, daquele dia daquele momento em que o coração dele ardeu ao escutar Deus o chamando para o seu serviço. E Deus também chama a cada um de nós. Se nós estamos aqui hoje nesta Igreja, se nós somos Católicos, somos um povo de fé, nós também tivemos um dia em que Deus nos chamou. Nós também um dia fizemos essa experiência com Deus e por isso nós estamos aqui e temos fé.

É este primeiro chamado, primeiro contato que nós tivemos com Deus, essa experiência marcante que tivemos de Deus na nossa vida nós precisamos reavivá-la a cada momento da nossa história. Nós sabemos que Pedro depois da morte de Jesus, da ressurreição ele sofreu, teve dúvidas e foi lá de novo neste mar da Galiléia que Jesus ressuscitado apareceu para ele e perguntou três vezes: Pedro tu me amas? Jesus volta com Pedro lá no mar da Galiléia onde tudo começou, para fazer reavivar no coração de Pedro aquele chamado inicial.

Paulo também durante a sua vida e vai dizer em sua carta que ele foi o último a quem Jesus se revelou, com certeza ele se lembra daquele momento especial de sua vida na estrada de Damasco. Nós precisamos nos lembrar daquele momento único que a gente experimentou Deus e que decidimos seguir Deus. Por isso Rodolfo como é importante lembrar-se do primeiro amor, do primeiro chamado de lembrar quando Deus te chamou e fez você abandonar tudo, família, amigos, emprego para se entregar a ele.
Guarde sempre muito vivo em seu coração o dia o momento em que Deus te chamou, porque é isso que vai sempre te animar que vai sempre te afervorar no teu ministério.

O Segundo aspecto é o DISCIPULADO, Pedro e Paulo não só escutaram Jesus chamá-los, mas eles se tornaram discípulos. E o que é ser discípulo? Ser discípulo é ser aluno! É aquele que aprende.
O Cardeal Dom Cláudio Hummes tem um livro intitulado “Para Sempre Discípulos” que ele diz: nós nunca seremos mestres, nós sempre seremos discípulos! Até o último momento de nossa vida.
Ser discípulo de Jesus é ser outro Jesus neste mundo, é viver como Jesus viveu, é com diz aquele bela canção do Pe. Zezinho: é amar como Jesus amou, é sonhar como Jesus sonhou, é viver como Jesus viveu. Ao olharmos para a vida de Pedro e de Paulo vemos que se tornaram discípulos, imitaram Jesus. Eles se tornaram itinerantes, não ficaram dentro de suas casas, mas saíram pelo mundo para anunciar o Evangelho assim como Jesus que desceu do céu para anunciar a nós o Reino de Deus, Pedro e Paulo saem de sua cidade natal e partem para o mundo, para anunciar o Evangelho. Jesus é pobre Ele não tem casa, não tem bens, Pedro e Paulo também seguem Jesus na pobreza não ficam apegados a bens materiais.
Por isso Rodolfo muito bonito o lema de sua ordenação: “Despojou-se de si mesmo assumindo a condição de servo”. Isso é ser discípulo de Jesus!

O terceiro aspecto é o MARTIRIO, o que é ser mártir? Ser mártir é morrer sendo fiel. É morrer defendendo a fé. Pedro e Paulo seguem Jesus até o fim, eles não abandonam Jesus porque enfrentam dificuldades, eles não mudam de fé, não mudam de Deus não mudam de religião porque encontram problemas nas suas vidas. Eles não abandonam a Igreja de Jesus porque encontram perseguição pelo contrário, são fieis a Jesus ate o fim. Por isso não tem medo de derramar o sangue por causa de Jesus. Pedro é crucificado de cabeça pra baixo, Paulo é degolado por uma espada. Qual o crime desses dois homens que os levaram a esta sentença de morte? Viver como Jesus viveu!
Vimos na primeira Leitura, os Judeus ficaram contente quando Herodes matou Tiago que também era apóstolo de Jesus, por isso Herodes mandou prender Pedro, porque o povo ficou contente de ter matado mais um apóstolo de Jesus.

Meus irmãos como esta leitura é atual, como muitas vezes nós a sociedade de hoje se alegra quando os discípulos de Cristo sofrem. Vemos que o que dá manchete em jornais é falar mal da Igreja é falar mal dos pastores da Igreja, e muitas vezes nós somos esse povo que adora denegrir a imagem da Igreja. Pedro está lá trancado na prisão, mas a comunidade reza por Pedro, que bonito. O povo que é discípulo de Jesus de verdade não abandona os pastores da Igreja. O povo que e discípulo de Jesus de verdade reza e não se alegra com a destruição e o sofrimento do outro.
Quantas vezes dentro de nossas comunidades nos alegramos porque aquele coordenador, aquele fulano, aquela fulana que trabalha tanto na Igreja levou um puxão de orelha, ou deu um a escorregada e cometeu um pecado. Nós adoramos comentar. Quem faz esse tipo de coisa não é discípulo de Cristo, não é da igreja de Jesus, porque quem é da Igreja de Jesus reza.

Por isso Rodolfo neste aspecto de martírio, que você não tenha medo de amar esta Igreja que Jesus fundou com o próprio sangue, na fé de Pedro. Que você não tenha medo das perseguições, vão festejar, vão se alegrar com os momentos difíceis da sua vida como fizeram com Pedro na primeira leitura de hoje. Mas não se esqueça Deus está do seu lado. Deus está do lado daqueles que entregam a sua vida por Ele.
E tenho a certeza irmãos e irmãs, que este casal que hoje completam cinqüenta anos de casados, quantas vezes vocês tiveram que combater o bom combate, para não terminar o casamento, hoje numa sociedade em que a televisão a internet, tudo vai contra para destruir a família, se não lembrar da vocação ao matrimônio, “Deus que te chamou” se não ser discípulo de Jesus, amar e perdoar a te setenta vezes sete, e se não tiver essa fé de Pedro e Paulo não se mantém o casamento.

Tenho certeza que lá na escola, lá no seu trabalho, lá com seus amigos, você também precisa combater o bom combate, porque vão te ridicularizar pela tua fé, pela tua religião e se tiver alguma noticia ruim da sua religião eles vão lá atrás de você tirar sarro, falar. Mas hoje nesta festa de São Pedro e São Paulo precisamos ser firmes nesta fé. Para que com Pedro e Paulo possamos receber a coroa da justiça um dia.

Rodolfo se prepare, também não vão compreender você, não vão compreender as suas atitudes, como não compreenderam de Jesus, como não compreenderam de Pedro e Paulo, mas nunca abandone a tua fé, nunca deixe de amar, nunca deixe de servir, mesmo que ninguém te compreenda, o olhar de Deus compreende e valoriza todo o bem que você fez.




CLIQUE AQUI PARA VER AS FOTOS

Fonte: Pascom Paróquia Santo Antônio
Voltar
 
Página Principal

DESTAQUE

 

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

NOTÍCIAS

 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE