Paróquia Santo Antonio
 

DESTAQUE

 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

ACERVO

 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
Dom Luiz Tomou Posse no dia de São José

 
Imagem

Milhares de fiéis acompanharam a missa que deu posse a Dom Luiz Gonzaga Fechio como bispo da Diocese de Amparo, a multidão atenta pôde observar também por meio de telões instalados defronte à Igreja, a celebração foi transmitida, ao vivo, pela rede Século 21.

A solenidade religiosa celebrada na tarde de sábado, 19 de março, na Catedral Diocesana Nossa Senhora do Amparo, reuniu bispos de várias dioceses, entre eles o arcebispo metropolitano de Campinas, Dom Airton José dos Santos, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, arcebispo de Belo Horizonte, Dom Francisco José Zugliani, bispo emérito de Amparo e Dom Pedro Carlos Cipolini, segundo bispo de Amparo, atual bispo da Diocese de Santo André e dezenas de padres e diáconos.

A data, escolhida por Dom Luiz, Solenidade de São José, esposo da Virgem Maria, tem significado mais que especial, completam-se cinco anos de sua ordenação episcopal. Neste dia concluímos a espera desde 6 de janeiro, quando o Papa Francisco nomeou-o terceiro bispo desta Igreja Particular.

O arcebispo de Campinas iniciou a celebração, em seguida, o diácono Rodolfo Pasini, fez a leitura da Bula de Nomeação, sob os olhares curiosos e emocionados dos presentes. Dom Airton entregou então o báculo ao novo pastor desta diocese, naquele momento Dom Luiz assumiu a presidência da celebração, e tomou posse oficialmente da cátedra e do pastoreio frente à Diocese de Amparo. A numerosa assembleia aplaudiu intensamente o momento.

Se fizeram presentes Dom Fernando Mason, bispo de Piracicaba, Dom Sérgio Aparecido Colombo, bispo de Bragança Paulista e Dom Vilson Dias de Oliveira, de Limeira, dioceses estas que integram, juntamente com a Diocese de Amparo, a sub-região de Campinas.

A palavra chave da homilia de Dom Luiz foi gratidão, o bispo fez questão de agradecer a todos que fizeram parte de sua trajetória desde os tempos de padre. Citando o filósofo grego Antísteses, disse que a gratidão é a memória do coração, e não poupou elogios aos bispos, clero, leigos e leigas que o acompanharam por todos os anos de caminhada.

“Quando um bispo chega a uma diocese, diz-se que ele tomará posse. Pensei se, na condição de primeiro servidor, compreendendo, obviamente, de maneira correta, a missão episcopal de governar, ensinar e santificar, não seria mais interessante afirmar que é a diocese que toma posse de seu bispo e afirmo isto no sentido de que quero esforçar-me em ser o primeiro a colaborar, e não, atrapalhar, para que a boa nova da salvação, do Reino, com tudo o que lhe atribuímos, seja mais crível e experimentada por quem tem o coração aberto a acolhê-la, ainda que numa pequenina fenda”, disse em um dos trechos.

Um dos vários momentos marcantes da cerimônia aconteceu quando Dom Luiz relembrou, em sua homilia, a frase de sua mãe, na época em que comunicou aos pais que seria bispo de BH e ela lhe disse “Filho, no dia do nosso casamento, pedimos a Deus a graça de um filho padre, mas não bispo”, contou alegre, dizendo que a semente de sua vocação já estava plantada no dia do casamento dos pais, há 56 anos. Estavam presentes vários familiares e os padrinhos de batismo de Dom Luiz, ao qual se referiu com afetuoso reconhecimento.

Dom Luiz lembrou que, a todos que o saudaram por ocasião de sua nomeação pediu “peça a Mãe do Amparo que me segure em Seu colo”, se referindo a imagem da Senhora do Amparo, e que deseja que por sua intercessão jamais se esqueça que é “pela graça de Deus que sou o que sou e agora estou aqui”, completou.

CLIQUE AQUI PARA VER AS FOTOS


Fonte: Diocese de Amparo
Voltar
 
Página Principal

DESTAQUE

 

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

NOTÍCIAS

 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE