Paróquia Santo Antonio
 

DESTAQUE

 

PESQUISAR

Digite a palavra ou frase de seu interesse:
 

ACERVO

 

DESTAQUES

 

FOTOS EM DESTAQUE

 
MENSAGEM DE CORPUS CHRISTI: FOME E SEDE DE JESUS EUCARÍSTICO

 
Imagem

Corpus Christi: solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo. É a grande festa da Eucaristia, por que Deus se faz pão e se faz vinho, isto é, Deus se faz alimento. Então, a hóstia não é mais pão e o vinho supera infinitamente o simples valor de vinho, ainda que fosse o mais caro do mundo.

“Tomai e comei, tomai e bebei. É o meu corpo, é o meu sangue”. Sou todo eu, no minúsculo pedacinho de uma hóstia e na mais pequenina gota do vinho.

Não existe mágica, até mesmo porque não se vê nada de diferente. Muito menos é “conversa fiada”. Dar um prato de comida e oferecer ainda que seja um copo d’água com amor, particularmente a um irmão ou a uma irmã necessitados é uma atitude de grandioso valor, de modo especial numa situação em que a pessoa está extremamente faminta e sedenta. O que dizer quando a comida não é algo que está, por exemplo, num prato, como é mais comum, e a bebida não é um líquido oferecido num copo ou num outro recipiente semelhante? É uma vida que se faz oferenda e esta oferta é tão absolutamente e incomparavelmente perfeita que não se trata de simplesmente uma vida, mas a Vida!

Que sentido teria qualquer doação se não tivesse acontecido o ofertório sublime, perfeito, completo, para expressar a intenção daquela doação, por mais significativa que pudesse ser? Quando oferecemos alguma coisa a alguém, especialmente a uma pessoa muito querida, principalmente quando se trata de algo tão simples, costumamos dizer que aquilo tem um valor incalculável pelo sentimento com o qual está sendo doado. O que podemos dizer do pão e do vinho, quanto ao que significam dentro da missa? Que banquete indescritível! Porém, ao mesmo tempo, que pena quando se faz tão pouco caso, quando se despreza, às vezes com tanta indiferença, quando se recebe, simplesmente, como um hábito tão comum…! É muito triste aproximar-se desse banquete por excelência, sem fome e sem sede. Então, o que se vai comer e beber?

Mas, ter fome e sede de Jesus pode ser possível sem a consideração pelo próximo do qual é tão fácil estar distante, vivendo numa sociedade egoísta, mesquinha, discriminadora, racista, individualista? É possível sentir fome e sede de Jesus sem ansiar e empenhar-se por mais justiça, paz, amor, verdade? “Tudo o que fizestes a um desses pequeninos foi a mim que o fizestes”. Como é fácil sermos tão incoerentes ou então comungarmos mais para o nosso mal do que o nosso bem!

Corpus Christi é tradicionalmente uma festa lembrada pelos tapetes coloridos que enfeitam ruas e praças de nossas cidades, principalmente confeccionados com pó de vidro, serragem, pó de café e materiais recicláveis. Há quarteirões e quadros que são verdadeiras obras de arte! Tudo isso para uma exposição de poucas horas e alguns segundos para que imediatamente seja desfeito um trabalho que consumiu muito tempo, desde o planejamento nos primeiros passos. O Senhor merece esse “desperdício”, inquestionavelmente, também como ocasião muito propícia para expressarmos que a nossa fé não pode ficar restrita às celebrações no interior do templo. Por isso mesmo, oxalá não nos esqueçamos de continuamente estarmos confeccionando criativamente grandes obras de arte no caminho do nosso coração e ao longo de nossa vida para o Senhor passar e deixar as Suas marcas, quando, independentemente do lugar, da hora e da pessoa, procuramos ser verdadeiros “artistas” no acolhimento e na proximidade com alguém que necessita do alimento d’Ele, porém, não na hóstia e no vinho consagrados, e sim, em nós mesmos.

+Dom Luiz Gonzaga Fechio
Bispo Diocesano




Fonte: Diocese De Amparo
Voltar
 
Página Principal

DESTAQUE

 

CADASTRAR-SE

Cadastre seu e-mail para receber nossas atualizações:
 

NOTÍCIAS

 

DESTAQUES

 

VÍDEO EM DESTAQUE